17 de maio de 2009

Espectro electromagnético

O espectro electromagnético é o conjunto de todas as frequências da radiação electromagnética.

ondas_electromagneticas[6]Esta radiação toma a forma de ondas que se propagam tanto em meios materiais como no vácuo. Consiste em em dois campos (ver imagem), um campo eléctrico e outro campo magnético, que oscilam em fase, perpendicularmente um ao outro e também à direcção de propagação da onda.

A energia de uma radiação é directamente proporcional à sua frequência, tal como é ilustrada pela seguinte equação (Relação de Planck), em que h é a constante de Planck.O comprimento de onda (λ) e a frequência de uma onda são inversamente proporcionais, sendo a velocidade (v) com que a onda se propaga, a constante de proporcionalidade. Isto está descrito na expressão seguinte:Para mais informação sobre ondas, consulte este post (Som: estudo das características de ondas com recurso a animações).

Na imagem seguinte está representado o espectro electromagnético.

Como é facilmente observável, a radiação electromagnética é classificada em diferentes tipos, de acordo com a sua frequência (ou energia ou comprimento de onda). EM_Spectrum_Properties

Por ordem crescente de frequência e de energia e decrescente de comprimento de onda, temos:

Na imagem seguinte (encontrada aqui e sujeita a algumas modificações), podemos ver a relação entre as diversas radiações, o modo como são produzidas e a a sua aplicação ou produção prática.

EspectroEM_Radiacao

É importante notar que os nossos olhos apenas são sensíveis a uma pequena porção do espectro electromagnético. Todas as outras radiações que nos rodeiam são invisíveis e, portanto, passam-nos completamente despercebidas. Como seria o mundo à nossa volta se as conseguíssemos ver? Em breve aqui colocarei mais sobre este assunto.

Feed
Gostou? Assine o Feed ou receba os artigos por email

4 comentários:

Mathias disse...

Temos de saber o valor da constante de Plank para o teste? E já agora, a expressão
f=v:comprimento de onda também se aplica ao som?

Rui Barqueiro disse...

Olá Mathias. Claro que não é preciso saber, nem serão realizados cálculos com essa expressão. Está no post para explicar a relação que existe.

Quanto à 2ª dúvida: claro que se aplica. Não é também uma onda?

Anónimo disse...

Boa noite,gosto muito do seu blog..
Cria saber se chegou a postar a resposta a pergunta "Como seria o mundo à nossa volta se as conseguíssemos ver?", pergunta que se esta a referir as radiações..

Sem mais nada de momento.
Obrigado.
David Gouveia

Rui Barqueiro disse...

David, penso que o que procura está aqui: http://atomoemeio.blogspot.com/2009/05/ver-o-mundo-com-outro-olhos_25.html.

Volte sempre.

Enviar um comentário

1) Identifique-se.
2) Seja respeitoso e cordial.
3) São bem-vindas críticas construtivas e correcções.
4) Leia primeiro os comentários anteriores.

Feed Assine o Feed ou receba os artigos por email.

Estão atentos a este blogue....