4 de março de 2009

Foi por muito pouco: Asteróide passou de “raspão” à Terra


São notícias como esta que nos fazem lembrar que não vivemos apenas numa cidade e num país, mas também num belíssimo planeta que está em permanente risco.

"Um pequeno asteróide passou ontem de “raspão” à Terra, de acordo com o Minor Planet Center (MPC) da União Internacional da Astonomia. O pequeno objecto passou a apenas 72 mil quilómetros da Terra, que representa um quinto da distância entre a Terra e a Lua (...)
Nos tempos recentes apenas um asteróide de dimensões semelhantes ao 2009 DD45 colidiu com a Terra. Há cem anos, a 30 de Julho de 1908, o Tunguska atingiu a terra na zona da Sibéria libertando força (aqui deveria estar escrito energia) equivalente a 85 bombas como a de Hiroshima e derrubando 80 milhões de árvores." Ler notícia completa aqui

Atenção, a imagem serve apenas para ilustrar e, obviamente, não é real.

Também aqui pode encontrar um artigo interessante sobre o tema e com um pingo de ironia.

A imagem que se segue permite ter uma ideia do que seria uma colisão com um asteróide (o da notícia é bem menor). Colisões destas já ocorreram no passado e têm sido associadas a extinções em massa.


Uma coisa é certa, voltarão a acontecer.

Feed
Gostou? Assine o Feed ou receba os artigos por email

9 comentários:

Anónimo disse...

A probabilidade de um asteróide com massa suficiente para causar extinções em massa é minúscula. Além disso, eles estão sendo vigiados, e suas órbitas, calculadas. Mas é um tema interessante!
ps: "(o da notícia é bem menor)".

Rui Barqueiro disse...

Em primeiro lugar, agradeço a correcção.

Ao escrever o post senti necessidade de aprofundar o tema, mas o tempo não deu para mais. Pretendo futuramente investigar e publicar algo sobre os ELE.

A probabilidade é pequena, claro, mas existe. No nosso período de vida é insignificante e, como espécie, também não estamos cá assim há tanto tempo.

Aceito sugestões.
Cumprimentos.

rodrigo disse...

nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Anónimo disse...

Muito bom saber que ja serve de alerta para o próximo, agora espero que a NASA identifique o quanto antes o proximo para salvaçao da humanide.

Henrique disse...

Epah só há uma coisa a fazer...pegar nas malas e partir para marte e convem que seja rápido xD

Anónimo disse...

ednei diz; A biblia esta se cumprindo,apocalipise 8,10.JESUS esta voltando prepara-te

Rui Barqueiro disse...

Como vejo que aprecia ficção, recomendo-lhe as obras de J.R.R.Tolkien. Leitura ligeira e, fantasia por fantasia, bem mais interessante.

Carlos Pires disse...

Rui:

Estou indignado! Tolkien não é uma "leitura ligeira"!!! Que a maldição de Isildur caia sobre ti por teres dito uma heresia dessas!

Quanto à Bíblia, e agora falando mais a sério: conheço diversas pessoas inteligentes que não a acham uma leitura ligeira, mas nenhuma delas diria tolices apocalípticas. Só há uma maneira de compatibilizar a Bíblia com a compreensão racional do mundo: 1. considerar que a maior parte dela, nomeadamente o Livro do Apocalipse, é metafórica e apresenta não factos mas parábolas de carácter moralizante. 2. aceitar que essas parábolas e metáforas sejam livremente discutidas, criticadas e depois aceites, rejeitadas ou simplesmente ignoradas.

Pessoalmente, a leitura da Bíblia não me interessa nada, pois o que lá encontro de melhor (algumas ideias éticas) pode ser explicado de modo mais simples e claro e sem a desvantagem do contexto religioso.

Rui Barqueiro disse...

Carlos, penitencio-me!

Explico: ligeira, quando comparada com a verborreia ficcional emanada do ME.

Esses autores fazem com que até o filósofo com as mais pesadas elucubrações aparente ser de leitura fácil.

Agora mais a sério.

Talvez o apocalipse esteja mesmo a caminho: 12º tornado obrigatório!!

Enviar um comentário

1) Identifique-se.
2) Seja respeitoso e cordial.
3) São bem-vindas críticas construtivas e correcções.
4) Leia primeiro os comentários anteriores.

Feed Assine o Feed ou receba os artigos por email.

Estão atentos a este blogue....