26 de abril de 2009

Quiz 10: Química 9º – 03

Mais um questionário (Quiz) para todos interessados em avaliar os seus conhecimentos de Química.

Temas: tabela periódica e propriedades dos elementos.

Pode encontrar neste blogue muitos recursos que o podem ajudar. Utilize a pesquisa na barra lateral ou dê uso às etiquetas. Para aceder a outros questionários deste tipo, procure pelo tema Quiz.

Há questões em que surgem instruções para evitar perder pontos sem necessidade. Dê-lhes a devida atenção.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.

Bom trabalho.

25 de abril de 2009

Quiz 09: Física 8º - Som - 02

audiçãoExercícios sobre o som e características de ondas. Aconselho a consulta prévia destes materiais.

Para evitar perder pontos sem necessidade, normalmente por incorrecta formatação, repare bem nas instruções de cada pergunta.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.

Numa das perguntas é utilizada a imagem à direita, mas penso que surge demasiado pequena, pelo que a coloco aqui para que possa ser consultada. 

Bom trabalho.

24 de abril de 2009

Portal Para o Universo

Portal to the Universe_Portal Para o Universo Saber as últimas novidades da astronomia é agora mais fácil, graças ao Portal Para o Universo, o mais recente projecto do Ano Internacional da Astronomia. (…)

O Portal Para o Universo dá acesso às últimas notícias de astronomia, vídeo e áudio em podcast, imagens, os blogues mais interessantes, e era esperado com expectativa por cientistas, jornalistas e público em geral.

Em http://www.portaltotheuniverse.org/ podemos também encontrar imagens do Sol, saber o posicionamento do telescópio espacial Hubble em directo ou ainda consultar imagens do Universo obtidas por telescópios. Fonte

23 de abril de 2009

Palestra pública no Observatório Astronómico de Lisboa (24 de Abril )

Informação recebida hoje, do Observatório Astronómico de Lisboa:

Observatório Astronómico de Lisboa 
  Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
        Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

O Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) promove Palestras públicas mensais que têm lugar no Edifício Central, pelas 21h30 da última sexta-feira de cada mês. A próxima sessão decorrerá no dia 24 de Abril e terá como tema:

"Telescópios e Personalidades: Rostos, Engenho e Talento",
Dr. Guilherme Almeida, CM/APAA

Esta palestra pretende celebrar os 400 anos do telescópio e distingue-se de uma tradicional "história do telescópio", pois a ênfase estará nas pessoas, sem obviamente esquecer as suas contribuições. Nesta palestra descrevem-se e apresentam-se à audiência quase todas as personalidades que, pelos seus esforços, empenhamento, engenho e talento, contribuíram para a invenção e desenvolvimento dos telescópios [ópticos], até aos nossos dias (consideraram-se nada menos de 75 personalidades!!!). Trata-se, portanto, de um desfile desses geniais inovadores, apresentando-os um a um à audiência, mostrando os seu contributos, teóricos e práticos, vicissitudes e sucessos.
Raras são as pessoas que actualmente conhecem as caras de muitas destas personagens e o que fizeram concretamente. Algumas estão injustamente consideradas como "ilustres anónimos", embora muito se lhes deva. É esse, precisamente, o objectivo desta palestra, que começa na descoberta do vidro pelos Fenícios (ca. 3000 a.C.) e termina nos tempos actuais.

VIDEODIFUSÃO DA PALESTRA PÚBLICA - Como vem sendo hábito anunciamos que o OAL fará a transmissão da sua Palestra Mensal através da Internet. No dia 24 de Abril a partir das 21h30 visite o seguinte endereço: http://live.fccn.pt/oal/
A entrada na Tapada da Ajuda faz-se pelo portão da Calçada da Tapada, em frente ao Instituto Superior de Agronomia. Para mais informações use o telefone 213616730, ou consulte: http://www.oal.ul.pt/palestras

É de aproveitar. Se não pode assistir in loco, assista pela Internet.

22 de abril de 2009

Descoberto planeta extra-solar com apenas o dobro da massa da Terra

Gliese_581_habitable_zone

(…) É o planeta extra-solar mais parecido com a Terra e foi descoberto por uma equipa de cientistas liderada pelo suíço Michel Mayor, à qual pertence o português Nuno Santos, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto. O Gliese 581e podia ser o "Santo Graal" dos astrónomos não fosse estar demasiado próximo da sua estrela, ou seja, fora da Zona de Habitabilidade.

"O Santo Graal é a detecção de um planeta rochoso, semelhante à Terra e dentro da Zona de Habitabilidade - a região em torno da estrela com as condições necessárias para existir água líquida na superfície", disse Michel Mayor, do Observatório de Grenoble. O suíço foi o primeiro a descobrir um planeta fora do Sistema Solar, o Pegasi 51b, em 1995.

O planeta "e", no sistema Gliese 581 que está a apenas 20,5 anos-luz na direcção da constelação de Balança, tem quase o dobro da massa da Terra. Mas mesmo assim é o mais pequeno alguma vez descoberto. O Pegasi 51b tinha uma massa 80 vezes superior.

"A descoberta deste novo planeta vem demonstrar que o sonho de encontrar novas Terras está cada vez mais próximo. Com a experiência adquirida e os excelentes resultados obtidos até agora, estamos convictos que a nova geração de detectores nos permitirá ir mais longe", disse Nuno Santos, segundo o comunicado divulgado pelo Centro de Astrofísica da Universidade do Porto.

O Gliese 581e necessita apenas de 3,15 dias para completar uma órbita em torno da estrela, o que significa que este planeta rochoso está demasiado próximo para permitir que haja água em estado líquido - factor essencial para ter vida.

Contudo, na Zona de Habitabilidade da mesma estrela está um segundo planeta, o Gliese 581d, que "será o primeiro e o mais sério candidato a planeta oceânico", afirmou outro membro da equipa, Stephane Udry. Com uma massa sete vezes superior à da Terra dá a volta à estrela em 66,8 dias e é provavelmente muito grande "para ser exclusivamente rochoso". Contudo, os cientistas pensam que se trata de "um planeta gelado que migrou para mais perto da estrela", o que significa que poderá estar coberto por um vasto oceano. (…)

Ler toda a notícia aqui (DN) e também aqui (Público). Mais dados sobre a descoberta aqui, no comunicado do ESO.

Fonte da imagem.

Guia para converter unidades para o sistema métrico

converting_to_metric

Do xkcd.

O mundo seria um bocadinho menos complicado se usássemos um sistema único de unidades e, já agora, a condução pela direita também não deveria ser adoptada mundialmente?

20 de abril de 2009

Ciência e Arte - 3

Dunas em Marte - APOD

“Flowing Barchan Sand Dunes on Mars”
Crédito: HiRISE, MRO, LPL (U. Arizona), NASA

Na realidade, quem criou esta bela imagem foi o clima marciano, mas foi graças à ciência e tecnologia humanas que a podemos estar a ver hoje, a 2,12 UA ou, aproximadamente, 318 milhões de km de distância (as 2,12 UA foram-me indicadas pelo Starry Night).

Embora os líquidos solidifiquem e evaporem rapidamente na rarefeita atmosfera marciana, os ventos persistentes podem fazer com que grandes dunas de areia pareçam fluir e mesmo escorrer como se fossem um líquido. A imagem mostra-nos uma pequena porção no sul de Marte, onde a estação está a mudar da Primavera para o Verão. À medida que o vento sopra da direita para a esquerda, o fluxo de areia ao redor das colinas deixa traços pitorescos. As "gotas" em forma de seta de areia fina são chamadas barchans, e são as primas interplanetárias de estruturas de areia existentes na Terra. Nas últimas semanas, os ventos no sul de Marte têm vindo a aumentar de intensidade e estão a ser vigiados para ver se provocam mais uma das famosas tempestades de areia marcianas à escala planetária. Fonte

Som: estudo das características de ondas com recurso a animações

Este é mais um post dedicado ao estudo do som e das ondas. Recomendo que consulte aqui os outros.

A campainha da figura ao lado está dentro de uma campânula de vidro. Pressione o botão verde para activar a campainha e novamente para remover o ar da campânula. Observe o que sucede à medida que o vácuo é criado. Os círculos azuis representam as ondas sonoras.


Quando se percute um címbalo, este vibra. Esta vibração propaga-se para as moléculas do ar e está criada uma onda sonora. Tal pode ser observado na imagem à direita. Para saber mais, recomendo este post: O que é uma onda?

Agora é fácil perceber por que razão o som não pode viajar no vácuo. Se não há moléculas para vibrar, não pode haver som. O som só pode viajar num meio material. Pode atravessar sólidos, viajar pelo ar e pela água e outros líquidos. Diz-se que esta é uma onda mecânica.

ondas_electromagneticas Por outro lado, a luz, a onda luminosa não é formada por partículas a vibrar, mas é formada por campos eléctricos e magnéticos oscilantes, podendo existir no vácuo: é uma onda electromagnética.

Outra forma de classificação das ondas é quanto à relação entre a direcção de propagação da onda e a direcção com que vibram as partículas do meio (ou as propriedades electromagnéticas do mesmo). Para saber mais, recomendo este post: O que é uma onda?

Com as duas animações interactivas seguintes, pode criar ondas transversais e longitudinais. Leia as instruções de cada uma (recomendo que não movimente o rato com muita rapidez).

As quatro animações anteriores foram retiradas daqui.

Mas como caracterizar pormenorizadamente uma onda?

Para isso temos que utilizar números, claro. Precisamos de quantificar certas características, que passo a definir:

Amplitude (A) - Distância entre o ponto de equilíbrio da onda e o ponto de desvio máximo relativamente a ele.

prapagacaoonda_fisica1Período (T) - Característica essencial que caracteriza uma onda. Geralmente define-se pelo tempo que um ciclo demora a ser percorrido. Ou, de outra forma, é o tempo necessário para que as características da onda se repitam. A sua unidade SI é o segundo (s).

Frequência (f) - Esta grandeza corresponde ao número de vezes que um ciclo é percorrido por unidade de tempo e em unidades SI vem em s-1 ou Hz (em homenagem ao Físico Heirich Hertz). É dada pela expressão   .

Comprimento de Onda () - É a distância que um ciclo tem no espaço. Ou, de outra forma, é a distância entre dois pontos consecutivos e equivalentes de uma onda. A sua unidade SI é o metro (m).

Na figura ao lado (encontrada aqui) podemos ver representadas cada uma destas características. É importante reparar na diferença entre os dois eixos horizontais. No gráfico superior o eixo horizontal mede tempo, pelo que a distância entre picos é o período. No gráfico inferior o eixo horizontal mede deslocamento, pelo que a distância entre picos é o comprimento de onda.

 

As duas animações interactivas seguintes permitem-lhe modificar (arrastando os pontos verdes) as características de uma onda. Encontradas aqui.

Finalmente, a velocidade (ou rapidez) com que uma onda se propaga (v) define-se como a rapidez à qual um ponto, caracterizado por uma determinada fase, se desloca no espaço. Pode ser calculada pelas expressões     ou   .  A sua unidade SI é o metro/segundo (m/s).

 

Por exemplo, na animação à direita (encontrada aqui), se dividir a distância entre picos consecutivos pelo tempo necessário para que estes picos desapareçam da animação, pode calcular facilmente a velocidade da onda representada.

E depois de isto ser tudo lido e experimentado com muita atenção, que tal um Quiz para testar os conhecimentos adquiridos? Pois é o que aparecerá aqui em breve. Prepare-se.

19 de abril de 2009

1000 comentários

1000_cubic

 

 

Reparei que o Átomo e meio está com 999 comentários.

Sendo assim, o próximo comentário a dar entrada neste blogue terá um número bem redondo.

Quem será o seu autor ou a sua autora? De onde virá?

 

Imagem encontrada aqui.

Quiz 08 – Química: acerto de equações

Exercícios sobre o acerto de equações e estequiometria. São apresentadas várias equações químicas e o objectivo é encontrar os coeficientes estequiométricos que acertam correctamente cada equação.

Aconselho a consulta prévia destes materiais.

Para evitar perder pontos sem necessidade, normalmente por incorrecta formatação, repare bem nas instruções de cada pergunta.

Atenção: se durante o seu raciocínio pensar nos coeficientes 2,4,2, deverá responder 1,2,1, pois são menores e prestam a mesma informação.

É necessário colocar o nome para iniciar.

Bom trabalho.

Teste de Einstein. Os 2% seriam quantos agora?

_Albert_Einstein_photo_1920Diz-se (não encontrei provas) que, em 1918, Albert Einstein idealizou este desafio e disse que só 2% da população mundial o conseguiria resolver. Hoje em dia a percentagem dos que o conseguem solucionar será, certamente, bastante maior.

É preciso ter a noção que em 1918 a instrução média da população era bem menor do que a actual e a quantidade de informação que analisamos por semana deve ser maior do que a maioria da população da altura se deparava durante toda a sua vida.

Mas o nosso cérebro não é diferente do cérebro de há 100 anos. Podemos talvez afirmar que, para a maior parte das pessoas, se encontra mais treinado.

Na imagem vê-se Einstein no seu escritório na Universidade de Berlim (cerca de 1920). Fonte

E agora a charada. Reparem no facto, actualmente politicamente pouco correcto, de uma das características ser o facto de todos serem fumadores. Eu, mesmo sendo um não fumador inveterado e sem compreender como, com tanta informação disponível, ainda há quem insista no vício ou o inicie, não fiz uma censura que alguns já fizeram, transformando os cigarros em peças de fruta.

Há cinco casas de diferentes cores. Em cada casa mora uma pessoa de uma diferente nacionalidade. Os cinco proprietários bebem diferentes bebidas, fumam diferentes tipos de cigarros e têm diferentes animais de estimação. A questão é, quem tem um peixe?

  1. O inglês vive na casa vermelha.
  2. O sueco tem cachorros.
  3. O Dinamarquês bebe chá.
  4. A casa verde fica à esquerda da casa branca.
  5. O dono da casa verde bebe café.
  6. O homem que fuma Pau Mali cria pássaros.
  7. O dono da casa amarela fuma Dunhill.
  8. O dono da casa do centro bebe leite.
  9. O norueguês vive na primeira casa.
  10. O homem que fuma Blends vive ao lado do que tem gatos.
  11. O homem que cria cavalos vive ao lado do que fuma Dunhill.
  12. O homem que fuma Bluemaster bebe cerveja.
  13. O alemão fuma Prince.
  14. O norueguês vive ao lado da casa azul.
  15. O homem que fuma Blends é vizinho do que bebe água.

Divirta-se, pensando! Para quem precisar de ajuda, ou quiser ter o trabalho mais simplificado, pode ser que este site ajude.

17 de abril de 2009

LOST e a tabela periódica do futuro

Lost.S05E13.720p.HDTV.x264-CTU Vi há pouco o mais recente episódio de LOST (Perdidos), o 13º da 5ª temporada, que deu nesta 4ª feira nos Estados Unidos. Não vou desvendar muito da história por causa dos que só seguem a série na televisão portuguesa (ou de outro país, como o Brasil, de onde vêm muitos dos visitantes deste blogue).

O que está a fazer o Jack com um uniforme da Dharma Iniciative? Sei, mas não digo (apenas desvendo que a situação da imagem se passa em 1977!! o_0). O objectivo deste post é a tabela periódica que está na imagem.

Acontece que alguns dos elementos químicos que lá se encontram apenas foram descobertos nos anos 80, 90 ou mesmo já este século.

Lost.S05E13.720p.HDTV.x264-CTU[(037924)02-36-16]Penso que um dos melhores exemplos para provar o erro, é o facto do elemento Meitnério (Mt) estar presente. Este elemento apenas teve o seu nome atribuído definitivamente em 1997.

Na imagem é fácil encontrar o Tungsténio (W) e 3 grupos à direita e um período abaixo, está o Mt. Há outras falhas, mas deixo-as para serem descobertas pelos visitantes deste blogue.

Passam-se coisas muito estranhas nesta série.

16 de abril de 2009

Portal Domínio Público – Biblioteca digital desenvolvida em software livre

Recebi a seguinte informação por email e aqui faço a sua divulgação.

Domínio Público - Pesquisa BásicaImagine uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre , mas que está prestes a ser desactivada por falta de acessos.

Imaginem um lugar onde nós podemos gratuitamente:

· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;

· escutar músicas em MP3 de alta qualidade;

· Ler obras de Machado de Assis ou a Divina Comédia;

· ter acesso às melhores histórias infantis e vídeos da TV ESCOLA e muito mais.

Esse lugar existe!

O Ministério da Educação Brasileiro disponibiliza tudo isso, basta aceder ao site: www.dominiopublico.gov.br

Só de literatura portuguesa são 732 obras!

Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desactivar o projecto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.

15 de abril de 2009

Tabela periódica com um pequeno vídeo sobre cada elemento (agora legendados em português)

tabela_periodica_videosaqui, num post anterior, tinha sugerido este óptimo recurso (tabela periódica com um pequeno vídeo sobre cada um dos elementos químicos), um projecto da Universidade de Nottingham que alia o sentido de humor ao rigor científico.

Agora, neste post do Ensino de Química, encontrei a informação de que alguns dos vídeos já se encontram, num canal do YouTube, com legendas em português.

No momento em que escrevo já existem 43 vídeos.

Explore os vídeos e de certeza que vai descobrir coisas sobre os elementos que nem suspeitava. Depois de ver estes vídeos, os elementos deixarão de ser apenas umas letras numa tabela e começará a relacionar o seu nome com o aspecto e aplicações que têm

youtube_legendasPara quem nunca activou as legendas num vídeo do YouTube, esta imagem mostra como fazer.

Depois recomende aqui os seus vídeos favoritos e conte o que aprendeu ou achou interessante.

14 de abril de 2009

A física Newtoniana já não é suficiente para compreender o futebol português

Nunca pensei que tal acontecesse, mas graças ao humor científico de David Marçal, no "Inimigo Público", aqui fica um texto que faz referência ao futebol, mais precisamente ao penalty incerto no lance entre Lisandro e Yebda no último Porto-Benfica. Encontrado aqui, no De Rerum Natura.

Confesso que não sei do que se tratou, exactamente, mas deve ter sido importante para o país, pois parece que foi muito discutido. Isto e uma outra situação com um tal de Lucílio qualquer coisa, que também parece ser personagem de relevo.

Yebda é simultaneamente uma onda e uma partícula, o braço actuou por efeito de túnel, e o tempo passou mais devagar para o árbitro

Lisandro.001As razões para que o braço de Yebda tenha causado a queda de Lisandro não se explicam à luz da física clássica de Newton. É necessário recorrer à teoria da relatividade para explicar como o árbitro viu este lance e à física quântica para perceber a interacção do braço de Yebda com Lisandro.
Segundo a física clássica, o braço de Yebda é uma coisa sólida que quando choca com Lisandro pode eventualmente fazê-lo cair. Mas, segundo a física quântica, o braço de Yebda passou Lisandro por efeito de túnel.
Segundo a física quântica o braço de Yebda pode ser descrito como uma onda e Lisandro como uma barreira de potencial. O braço de Yebda pode passar para o outro lado de Lisandro, mesmo que não tenha energia para o atravessar. Não há propriamente um choque mecânico, que possa provocar a queda de Lisandro.
Lisandro.002Mais física quântica: há incerteza quanto à posição e velocidade de Lisandro. Ou se sabe onde está ou para onde vai. Nem sequer podemos garantir que tenha passado a uma braçada de Yebda.
E agora uma pitada de Teoria da Relatividade: Lisandro descolava-se à velocidade da Luz e o árbitro estava parado. Para o árbitro passaram três anos desde o início da queda de Lisandro e não se lembrava bem do início.
David Marçal.

O futebol assim até ganha um certo interesse.

13 de abril de 2009

Som: Softwares para gerar e analisar sinais áudio

Recentemente tenho publicado vários artigos dedicados ao estudo do som. São especialmente dedicados aos meus alunos, mas claro que têm um público alvo muito mais abrangente.

Desta vez, e na sequência deste post, deixo-vos três softwares muito interessantes para todos aqueles interessados em aprender algo mais sobre o som.

  • O primeiro chama-se DSSF3 (Diagnostic System for Sound Fields Version) e é extremamente completo, o que o pode tornar algo intimidante.

DSSF3_01Esta é a janela inicial, na qual vemos várias abas que conduzem a outras tantas funções do programa.

As que considero mais úteis (para o uso que dou ao programa, claro), são:

- o gerador de sinais que permite, como o nome indica, gerar sons com diferentes características, controlar o canal direito e esquerdo independentemente, alterar a forma da onda, o nível de intensidade do som e a sua frequência.

DSSF3_02O Lock e Interlock que surgem nesta janela servem para ligar o canal direito e esquerdo, fazendo com que não possam ser controlados independentemente (útil). As funções que é possível observar nas outras abas também são muito interessantes e merecem ser exploradas.

DSSF3_03- o analisador FFT, nomeadamente o seu visualizador da intensidade sonora em função da frequência, e o espectrograma, que são úteis para analisar o som produzido enquanto falamos ou tocamos um instrumento. A maior parte das opções que vemos nesta imagem não são necessárias alterar, mas podemos “brincar” com elas.

A curva que surge na imagem mostra a análise, realizada pelo software, do som produzido enquanto tinha música a tocar no PC e o microfone captava esses sons. É de notar a escassez, esperada, de frequências acima dos 9 kHz.

- o osciloscópio, que permite “visualizar” o som que está a ser produzido, tal como seria possível num verdadeiro osciloscópio. DSSF3_04

Pode realizar aqui o seu download (execute o ficheiro RTA.exe), ou então aqui, na página oficial.

  • som_geradorO AUDio Measurement System é outro programa que apresenta as funções descritas acima, mas é mais simples, se bem que menos completo (e exacto).

Pode realizar aqui o seu download.

 

 

 

 

 

  • VB_GeneratorPor fim, temos o Audio VB Generator, que permite gerar sinais de vários tipos, ruído e também tem um modo de varrimento de frequências.

Pode realizar aqui o seu download.

Explore estes programas e verá que ficará a saber mais sobre as características do som.

Comece, por exemplo, por verificar se consegue ouvir o “mosquito”, gerando um som de 17 kHz. Eu confesso que já não consigo. Tudo isto nos leva a pensar na quantidade de som que existe ao nosso redor e que nós não somos capazes de detectar.

Seguir-se-ão, em breve, mais uns posts sobre o som.

Primeiro, os assuntos verdadeiramente importantes!

xkcd-urgent_mission

Do excelente xkcd.

12 de abril de 2009

Faz hoje 48 anos que pela primeira vez um ser humano foi ao espaço!

YuriGagarin

 

Foi a 12 de Abril de 1961 que Yuri Gagarin se tornou no primeiro ser humano a ir ao espaço, a bordo da nave Vostok 1.

Ao ver pela primeira vez a Terra a partir do espaço, disse: “A Terra é azul. (…) Que maravilhoso. É espectacular!”

Encontrei esta informação aqui, no astroPT.

10 de abril de 2009

O Mosquito. Impor barreiras através do som será eticamente admissível?

mosquito.teensMuitos já terão ouvido falar neste dispositivo. Para outros será uma novidade.

O que é então o Mosquito? É um polémico emissor de sons cuja invenção teve como principal objectivo lutar contra a delinquência juvenil. Para melhor clarificação, seguem alguns excertos de uma notícia publicada no IOL. Encontrei esta notícia aqui, no Quarks e Gluões.

Introduzido no Reino Unido em 2005, o Mosquito é um aparelho que emite sons a alta frequência - 17 quilohertz - que não são audíveis por pessoas com mais de 25 anos. Mais de 9.000 exemplares do aparelho fabricado pela sociedade galesa Compound Security System, foram vendidos em todo o mundo.

A maioria destes aparelhos está instalada nas imediações de supermercados, ou em locais onde os jovens habitualmente se reúnem, com o objectivo de afastar os potenciais delinquentes.

Mas a sociedade galesa, que explica ter respondido ao pedido de numerosas forças de manutenção da ordem, acaba de lançar no comércio uma versão «multi-idades».

«Muitas pessoas sem residência fixa têm mais de 25 anos e muitas pessoas reúnem-se nas passagens subterrâneas, (as empresas de segurança) querem simplesmente mandá-los embora», explicou Simon Morris, director comercial de Compound security System.

(…) Organizações de direitos humanos criticam

Mas as organizações de protecção dos direitos humanos, particularmente das crianças, insurgiram-se contra o «Mosquito» desde o seu lançamento há três anos. «Este aparelho não faz distinção e atinge todas as crianças e jovens, incluindo bebés, além de que não tem em conta se estes estão a ter um comportamento condenável ou não», realçou em Fevereiro Al Aynsley-Green, responsável governamental pela protecção de crianças, no lançamento desta campanha.

«O Mosquito não tem lugar num país que preza as suas crianças e que procura inculcar-lhes dignidade e respeito», afirmou Shami Chakrabarti da organização de defesa dos direitos humanos Liberty.

Howard Stapleton, o inventor deste aparelho, reconheceu que este pode ser utilizado com más intenções e sugeriu que o seu uso fosse regulamentado. Contudo, «as pessoas falam de violação dos direitos humanos mas onde estão os direitos humanos dos comerciantes que vêem os seus negócios ser arruinados devido a grupos de jovens incontroláveis que afastam os seus clientes?», perguntou Howard.

aqui e aqui coloquei applets que permitem, entre muitas outras funções, criar sons deste tipo. Podem utilizá-los para testar a sua audição e para sentir o efeito do mosquito.

Mesmo sabendo que não provocam problemas de saúde, será ético utilizar dispositivos deste tipo? Alguns dos argumentos que podem ser referidos podem ser encontrados a negrito na notícia. Que vos parece?

9 de abril de 2009

Ciência e Arte - 2

Bubble Chamber event_1

Na sequência deste post, mais uma bela imagem dos processos sub-nucleares. As câmara de bolhas são cheias com líquido, que é mantido muito próximo do ponto de ebulição. Quando partículas electricamente carregadas passam por esse líquido, formam-se pequenas bolhas à sua passagem. Estas pequenas linhas de bolhas podem ser fotografadas e analisadas, possibilitando a descoberta de partículas que tinham sido previstas teoricamente. Esta imagem foi tirada na primeira câmara de bolhas de hidrogénio líquido, do CERN. Fonte

7 de abril de 2009

Ciência e Arte - 1

Este é o primeiro artigo dedicado à Ciência como Arte (conceito discutível, como se sabe).

Considero que há resultados experimentais, imagens, fórmulas, aparatos experimentais, entre outros, que poderiam e deveriam ser expostos em museus.

Sempre que encontrar algo relacionado com a Ciência que considere belo, postarei aqui, juntamente com uma breve descrição.

A imagem que se segue calhou ser a primeira. Não houve qualquer razão especial.

KAON DECAY IN A BUBBLE CHAMBER

Nesta imagem, o decaimento de uma partícula Káon foi capturado por uma câmara de bolhas do CERN. As câmaras de bolhas foram extensamente utilizadas nas experiências de física das partículas, desde cerca de 1955 até aos anos 70. Mesmo hoje, as fotografias obtidas por este método fornecem algumas das mais belas e apelativas formas de visualizar os processos sub-nucleares. Fontes: [1] e [2]

Is there anybody out there?

Most Detailed Map of Nearby Universe_100000galaxies_nearby

(Dr Chris Fluke, Centre for Astrophysics and Supercomputing, Swinburne University of Technology)

Esta imagem mostra-nos as 100 mil galáxias mais próximas de nós. São os nossos vizinhos. Cada um dos ponto representa uma galáxia, e a nossa, a Via Láctea, está no centro da imagem. Este é o mapa mais preciso do universo que nos rodeia. Fontes: [1] e [2]

Olhe atentamente para esta imagem que representa uma pequeníssima porção do Universo, considere depois que cada galáxia terá em média 100 mil milhões de estrelas (1011) – para ter uma ideia do número, se contasse uma dessas estrelas por segundo, sem parar, demoraria cerca de 3200 anos. A pergunta que aqui deixo é: será possível que não exista “ninguém” para além de nós?

3 de abril de 2009

“100 Horas de Astronomia” ao vivo

A emissão pode estar com cortes, pois são milhares os que estão a seguir a emissão e os servidores não estão a dar conta do recado. Pode aceder a esta página, ou ainda a esta, para aceder a emissões que já ocorreram e foram gravadas. Encontrei o link no AstroPT.


“Ficamos pelo Bolonhês?”: Nuno Crato no Rerum Natura

bolonha_universidade_iluminuraVale a pena ler o texto de Nuno Crato que está no Rerum Natura. Pode lê-lo aqui.

Em traços gerais, fala do Processo de Bolonha, de uma grave redução de exigência que nele transparece, e do ênfase dado às competências, que não só não acaba onde já existe (infelizmente), mas continua a conquistar novos territórios.

Na imagem (do mesmo link indicado acima), uma iluminura do século XV mostrando uma aula na antiga Universidade de Bolonha. Sentem-se as competências no ar e imaginam-se as grelhas, delas repletas, que estão à frente do professor e com que este avalia os alunos.

2 de abril de 2009

100 horas de Astronomia: Centro Ciência Viva do Algarve

No âmbito das 100 horas de Astronomia e da actividade "E Agora eu sou Galileu", o Centro Ciência Viva do Algarve irá realizar no dia 3 de Abril uma observação do Sol das 15:00h às 16:00h e uma Observação Astronómica Nocturna das 21:30h às 22:30h.

100 horas de Astronomia: colocar o planeta a olhar para o céu

100horas_astronomia

Na sequência deste post, aqui deixo informações sobre o que são as "100 horas de Astronomia".

Retirado do sítio português do “100 Horas de Astronomia”:

As 100 Horas de Astronomia o mais importante projecto do Ano Internacional da Astronomia 2009. Será a maior acção de divulgação de Astronomia de todos os tempos, e contará com a colaboração de investigadores, astrónomos amadores, professores, planetários e de outros centros de ciência por todo o mundo.

Ininterruptamente durante 100 horas, entre 2 e 5 de Abril, alguém, algures no planeta estará a observar através de um telescópio, numa palestra sobre um tema de astronomia, a ver uma sessão de planetário, ou na Internet a descobrir como trabalham os investigadores.

Uns excertos de uma notícia do Público:

(…) Sair de casa, olhar através de um telescópio e sentir que fazemos parte de um planeta é o que se espera que as “100 Horas de Astronomia” consigam fazer. A partir de amanhã, dia 2 de Abril, e até domingo, 137 países, 80 observatórios mundiais e a Internet vão estar ligados nesta iniciativa para aproximar as pessoas da ciência que estuda o Universo.

(…) No site português do “100 Horas de Astronomia” estão descritas todas as iniciativas de observações telescópicas associadas a várias localidades do país. A observação do Sol, que é feita de dia, também vai ser uma aposta recorrente em vários locais. Mas quem preferir pode ir a palestras como a que decorre no sábado, no Porto, sobre a Astronomia nos Andes ou levar os filhos a passar a noite no planetário de Espinho.

Para os que ficarem em casa, o serão não tem de ser menos activo. Estão reservados nove observatórios em todo o mundo exclusivamente para quem quiser tirar fotografias ao espaço. Basta fazer um registo e pode-se comandar os telescópios através da Internet. “Percebe-se o conceito de recolher imagens na Astronomia”, diz Pedro Russo, acrescentando que se tiver tempo, gostaria de fotografar uma galáxia, porque “são sempre objectos que escondem muitos segredos”. Mas a objectiva pode ficar apontada para bem mais perto e fotografar a Lua, Saturno ou o Sol.

Sexta-feira arranca a iniciativa "Volta ao Mundo em 80 Telescópios" que vai durar 24 horas sem parar. “A ideia principal é mostrar o que é trabalhar num telescópio, o que é o dia-a-dia dos astrónomos”, disse Pedro Russo. De 20 em 20 minutos, um destes 80 observatórios fica disponível na Internet, e mostra o que está a acontecer lá dentro, quem são os astrónomos, o que se observa, quais os instrumentos que se utilizam e que perguntas estão a tentar responder.

(…) Segundo João Alves (director do Observatório de Calar Alto), ninguém se apercebe da poluição luminosa que vai aumentando e que está a “isolar-nos do Universo”. Estas iniciativas são importantes para “a nossa experiência humana, para as pessoas sentirem que fazem parte de um planeta”, assegurou.

Para encontrar, em Portugal, actividades próximo da sua localidade, visite e explore. Informações para todos os que querem saber mais, nomeadamente como aceder a vídeos, podem ser encontradas aqui.

Atenção, podem bastar 100 segundos para se ficar “agarrado”.

Envie-nos um comentário se assistir a alguma actividade, ou se quiser divulgar uma.

1 de abril de 2009

Água em Marte? Finalmente, a prova!

Incrível, encontrada água no estado líquido em Marte. No original, Water found on Mars.

Também achava ser impossível, mas vejam estas observações recentes que me fizeram mudar de opinião.

Ainda precisam de mais provas?

Observações astronómicas: informação do Observatório Astronómico de Lisboa

Informação recebida hoje, do Observatório Astronómico de Lisboa:

Observatório Astronómico de Lisboa
Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

O OAL, no âmbito da iniciativa "E Agora Eu Sou Galileu" vai realizar várias observações ao longo do ano de 2009. Coincidente com as "100 Horas de Astronomia", a próxima destas observações decorrerá no dia 03 de Abril e terá lugar no Edifício Central, entre as 19:00 e as 21:30.

Nesta sessão serão realizadas observações com telescópio da superfície Lunar: sensibilização sobre o impacto das observações de Galileu para a Astronomia e a Ciência em geral. Serão ainda alvo de observação outros objectos tais como Saturno e Nebulosa de Orionte.

A entrada na Tapada da Ajuda faz-se pelo portão da Calçada da Tapada, em frente ao Instituto Superior de Agronomia.

Consulte esta página do OAL para saber como lá chegar. Boas observações. Se for, conte a sua experiência.

Feed Assine o Feed ou receba os artigos por email.

Estão atentos a este blogue....