30 de março de 2009

Simulador: Som e ondas

applet_ondas_som_2Este applet permite estudar as ondas sonoras. Podemos ajustar a frequência, o volume e o conteúdo harmónico, e ver e ouvir como o som se altera.

Podemos alterar a distância do ouvinte ao altifalante e estudar o modo como o som é percepcionado.

Também permite descobrir métodos para calcular a velocidade, comprimento de onda, frequência e período de uma onda.

 

 

applet_ondas_som_3Podemos adicionar obstáculos e mudar a sua orientação e posição, de forma a estudar a reflexão.

Para estudar fenómenos de interferência, podemos adicionar um segundo altifalante.

 

É possível simular o que acontece ao som quando se altera a pressão do ar (até obter vácuo) no interior de uma caixa que contém um altifalante.

 

applet_ondas_som_4Se encontrarem uma opção que achem importante divulgar, podem escrever um comentário.

Clique aqui para iniciar a simulação. Caso não tenha JAVA instalado, pode obtê-lo na barra lateral deste blogue.

Pode encontrar mais material sobre som, óptica e ondas, procurando nos temas na barra lateral do blogue.

Simulador: Ondas, som e luz

applet_ondas_som_1

Este applet permite estudar as ondas, o som e a luz. Podemos produzir ondas pelo pingar de uma torneira, por um altifalante (ou dois), ou por intermédio de um laser (ou dois) e observar como estão relacionadas. Todas podem ser representadas por uma sinusoidal.

Para estudar o som, é muito interessante poder ver o movimento das partículas do ar durante a propagação da onda de compressão, confirmando que não ocorre transporte de matéria.

Podemos modificar a frequência e a amplitude e, no caso do som, permite ouvir o sinal produzido.

Podemos adicionar obstáculos (paredes e espelhos) para estudar a reflexão.

Para estudar fenómenos de interferência e difracção, podemos adicionar uma ou duas fendas.

Podemos encontrar pontos de interferência destrutiva e construtiva a olho, ou usando detectores.

applet_ondas_luz_1Muito mais há para explorar neste applet. Se encontrarem uma opção que achem importante divulgar, podem escrever um comentário.

Clique aqui para iniciar a simulação. Caso não tenha JAVA instalado, pode obtê-lo na barra lateral deste blogue.

Pode encontrar mais material sobre som, óptica e ondas, procurando nos temas na barra lateral do blogue.

27 de março de 2009

Palestra pública no Observatório Astronómico de Lisboa

Informação recebida hoje, do Observatório Astronómico de Lisboa:

Observatório Astronómico de Lisboa 
  Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
        Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

OAL_poente O Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) promove Palestras públicas mensais que têm lugar no Edifício Central, pelas 21h30 da última sexta-feira de cada mês. A próxima sessão decorrerá no dia 27 de Março e terá como tema:

"Astronomia e Astrofísica: Compreender o Universo com aplicações práticas"
Prof. Doutor João Lin Yun.
CAAUL/FCUL

Neste Ano Internacional da Astronomia que se celebra, divagaremos um pouco sobre a importância de uma ciência que "não serve para nada"! Mostrarei como esta ideia é falsa e como "o sonho continua vivo". Passarei em revista algumas das principais descobertas da Astronomia que influenciaram profundamente a ideia que temos do universo físico em que vivemos. Darei alguns exemplos do "modus operandi" da investigação em Astronomia e apresentarei também algumas perspectivas para o futuro desta ciência que é de todos nós.

VIDEODIFUSÃO DA PALESTRA PÚBLICA - Como vem sendo hábito anunciamos que o OAL fará a transmissão da sua Palestra Mensal através da Internet. No dia 27 de Fevereiro a partir das 21h30 visite o seguinte endereço: http://live.fccn.pt/oal/
A entrada na Tapada da Ajuda faz-se pelo portão da Calçada da Tapada, em frente ao Instituto Superior de Agronomia. Para mais informações use o telefone 213616730, ou consulte: http://www.oal.ul.pt/palestras

É de aproveitar. Se não pode assistir in loco, assista pela Internet.

26 de março de 2009

Número curioso

Reparei mesmo agora neste número no contador de visitas. Número curioso. Porquê? Que nome é dado a este tipo de números? Qual o próximo? Átomo e meio_1238076253951

E aqui deixo um agradecimento a todos os visitantes que por cá passaram, elogiaram, criticaram construtivamente, utilizam e divulgam. Obrigado e voltem sempre.

23 de março de 2009

Pais demissionários, filhos caprichosos: Entrevista muito interessante a Aldo Naouri, na Visão.

Vale mesmo a pena ler esta entrevista a Aldo Naouri, pediatra francês, que advoga o regresso da firme autoridade parental. Encontrei as imagens aqui.

Clique nas imagens para as ver em bom tamanho.

visao-1_aldo_naouri

visao-2_aldo_naouri

Para reflectir.

21 de março de 2009

Pode ser-se culto sem se ter cultura científica?

Artigo interessante, recolhido do Rerum Natura.

c.p.snowO jornalista de ciência norte-americano Peter Dizikes analisa, no suplemento de livros do "New York Times" publicado hoje, o famoso discurso das "Duas Culturas", cultura científica e a cultura literária, que foi proferido pelo físico e romancista C. P. Snow (na imagem) na cidade de Cambridge, Inglaterra, há quase meio século (faz em 7 de Maio 50 anos). Ler aqui.

Extracto mais famoso do discurso:

"A good many times I have been present at gatherings of people who, by the standards of the traditional culture, are thought highly educated and who have with considerable gusto been expressing their incredulity at the illiteracy of scientists. Once or twice I have been provoked and have asked the company how many of them could describe the Second Law of Thermodynamics. The response was cold: it was also negative. Yet I was asking something which is the scientific equivalent of: Have you read a work of Shakespeare's?

I now believe that if I had asked an even simpler question — such as, What do you mean by mass, or acceleration, which is the scientific equivalent of saying, Can you read? — not more than one in ten of the highly educated would have felt that I was speaking the same language. So the great edifice of modern physics goes up, and the majority of the cleverest people in the western world have about as much insight into it as their neolithic ancestors would have had."

Isto acontecia há 50 anos. Ainda é aplicável hoje em dia? Julgo que sim.

Tudo isto me fez lembrar a frase de Carl Sagan que está no cabeçalho deste blogue.

Chirp chirp: a Primavera chegou

primavera_florCom um dia de atraso (o dia de ontem foi todo passado em visita de estudo: Gil Vicente no mosteiro dos Jerónimos), aqui fica a notícia.

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, este ano o Equinócio de Março ocorreu no dia 20 de Março às 11h44m. Este instante marca o início da Primavera no Hemisfério Norte e o início do Outono no Hemisfério Sul. Esta estação prolonga-se por 92,79 dias até ao próximo Solstício que ocorre no dia 21 de Junho às 06h46m.

Equinócio: instante em que o Sol, no seu movimento anual aparente, corta o equador celeste. A palavra de origem latina significa "noite igual ao dia", pois nestas datas dia e noite têm igual duração.

E depois da informação científica, uma pintura.

spring_primavera_printemps_boticcelli “A Primavera” de Botticelli, 1478

Agora é aproveitar este belíssimo dia e apurar os sentidos. Um bom dia para todos!

19 de março de 2009

Quiz 07: Física 8º - Som - 01

Exercícios sobre o som. Aconselho a consulta prévia destes materiais.

Para evitar perder pontos sem necessidade, normalmente por incorrecta formatação, repare bem nas instruções de cada pergunta.

Desta vez é cor-de-rosa, para agradar às meninas. Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.

Bom trabalho!

O que é uma onda?

Uma onda é uma perturbação ou variação que transfere energia progressivamente de ponto para ponto num meio e que pode tomar a forma de uma deformação elástica ou uma variação de pressão, intensidade eléctrica ou magnética, potencial eléctrico, ou temperatura.

Se estivermos a falar de ondas mecânicas (precisam de um meio onde se propagar), o meio sofre perturbações locais à medida que a onda passa, mas as partículas do meio não viajam com a onda.

Seguem-se alguns exemplos para ilustrar a definição.

  • Uma multidão a realizar “a onda” num estádio.

A onda é a perturbação (pessoas a subir e a descer) e viaja ao longo do estádio sem que algum dos espectadores tivesse viajado com a onda. Todos se mantêm no seu lugar.

A situação descrita é um exemplo de uma onda transversal, pois o movimento das partículas do meio faz-se perpendicularmente à direcção de propagação da onda. Outro exemplo pode ser a onda que viaja ao longo de uma corda quando é agitada numa das extremidades (a onda viaja mas a corda não sai da nossa mão).

peoplewave

stringpulse

  • Ondas sonoras

O som é uma onda longitudinal pois as partículas deslocam-se para a frente e para trás (passando pela posição de equilíbrio), ao longo da direcção que a onda se propaga. Mais uma vez, é a perturbação que viaja e não as partículas do meio. A onda é vista como o movimento da região comprimida (onda de pressão).

wavepulse

 

onda_sonora

diapasão_tunning_fork 

Na imagem do lado podemos ver uma onda sonora a propagar-se em todas as direcções através de um meio. Esta onda é idêntica à produzida por um diapasão.

Torna-se hipnótico!

 

 

 

 

  • Ondas na água

water_waveEstas são um exemplo que combina as ondas transversais e longitudinais. À medida que a onda progride na água, as partículas realizam movimentos circulares no sentido dos ponteiros do relógio (mostrado pelas partículas a azul). O raio deste movimento diminui com a profundidade. 

Muito mais informação pode ser encontrada aqui, fruto do extraordinário trabalho de Dan Russell.

Fontes do material utilizado: (1), (2), (3)

18 de março de 2009

Som: funcionamento do ouvido

Este vídeo (encontrado aqui) mostra a forma como a propagação da onda de pressão, a que chamamos som, é captada pelos nossos ouvidos e transmitida ao longo do ouvido médio e interno até serem codificadas em impulsos eléctricos que viajam pelo nervo auditivo até ao cérebro. Aí ocorre a descodificação pelo extraordinário “hardware” e “software” que constitui o nosso cérebro. Já aqui publiquei um vídeo sobre este tema.

Aqui fica mais alguma informação sobre a anatomia do ouvido e o seu funcionamento.

“À medida que o som se propaga através do ouvido externo, o som ainda está na forma de uma onda de pressão, que é um sequência alternada de regiões de pressões mais baixas e mais altas. Somente quando o som alcança o tímpano, na separação do ouvido externo e médio, a energia da onda é convertida em vibrações na estrutura óssea do ouvido.” Fonte

ouvido60

Legenda da imagem (encontrada aqui): 1) Canal auditivo 2) Tímpano 3) Martelo 4) Bigorna 5) Estribo 6) Janela oval 7) Trompa de Eustáquio 8) Cóclea 9) Nervo auditivo.

O ouvido médio contém três pequenos ossos conhecidos como ossículos: martelo, bigorna e estribo. (…) Os ossículos convertem mecanicamente as vibrações do tímpano em ondas de pressão que são amplificadas no fluido da cóclea (ou ouvido interno). O tímpano é fundido com o martelo, que conecta com a bigorna, que por fim conecta com o estribo. Vibrações do estribo introduzem ondas de pressão no ouvido interno. Os ossículos auditivos também podem reduzir a pressão sonora (o ouvido interno é muito sensível à estimulação exagerada), desconectando-se com certos músculos.Fonte

Os 3 pequenos ossos do ouvido médio agem como amplificadores das vibrações da onda sonora. Devido à vantagem mecânica, os deslocamentos da bigorna são maiores do que a do martelo. Além disso, como a onda de pressão que atinge uma grande área do tímpano é concentrada numa área menor na bigorna, a força da bigorna vibrante é aproximadamente 15 vezes maior do que aquela do tímpano. Esta característica aumenta nossa possibilidade de ouvir o mais fraco dos sons.Fonte

O ouvido interno consiste de uma cóclea, canais semicirculares, e do nervo auditivo. A cóclea e os canais semicirculares estão cheios de um líquido que, juntamente com as células nervosas dos canais semicirculares, não têm função na audição; servem apenas como acelerómetros para detectar movimentos acelerados e na manutenção do equilíbrio do corpo. A cóclea é um órgão em forma de caracol. Além de estar cheio de um fluido, a superfície interna da cóclea está alinhada com cerca de 20.000 células nervosas que realizam as funções mais críticas na nossa capacidade de ouvir. Estas células nervosas possuem comprimentos diferentes, por diferenças minúsculas. Quando a onda de pressão passa por estas células nervosas em forma de cabelos, estas entram em movimento. Cada célula capilar possui uma sensibilidade natural a uma frequência de vibração particular. Quando a frequência da onda de pressão iguala a frequência natural da célula nervosa, a célula irá vibrar com uma grande amplitude, que induz a célula a libertar um impulso eléctrico que passa ao longo do nervo auditivo para o cérebro. Fonte

Agora que ficou a saber como funcionam os nossos ouvidos, cuide bem deles. Brevemente colocarei aqui mais sobre este assunto.

Som: Por que é que certas coisas fazem BANG?

Neste vídeo Robert Krampf explica por que motivo certas coisas fazem BANG. Agradeço ao Carlos Portela a excelente tradução e legendagem.

17 de março de 2009

O que é o som?

Já conhecia este extraordinário anúncio da Honda há uns anitos, mas agora encontrei aquilo que o Carlos Portela fez com ele para explicar o que é o som. Ficou excelente! Obrigado Carlos.

Recomendo várias visualizações. Não só pela qualidade do anúncio, mas para poder assimilar e tomar notas de toda a informação que contém. Podem ver aqui o vídeo sem a legendagem.

Podem encontrar aqui (Lição sobre fenómenos acústicos) outros vídeos em português sobre o mesmo tema.

Os metais alcalinos atacam de novo e os alcalino-terrosos dão uma ajuda

Aqui estão mais uns vídeos que mostram a reacção que os metais alcalinos e os alcalino-terrosos têm com a água. Valem pela informação e pelo facto de estarem em português. Podemos observar facilmente a crescente reactividade à medida que descemos em ambos os grupos da tabela periódica.

Pode encontrar aqui outros vídeos sobre o tema.

Desafio: Proponho que os alunos interessados escrevam as equações químicas (acertadas) referentes às reacções químicas que aqui ocorrem. Devem fazê-lo sem consulta, claro. Podem utilizar este recurso para confirmar o acerto. Expliquem também por que acontece esse aumento de reactividade quando se desce o grupo. Bom trabalho!

15 de março de 2009

Viagem fantástica: do infinitamente grande ao infinitamente pequeno

Esta apresentação, criada em Powerpoint e disponibilizada aqui utilizando o serviço SlideShare, permite-nos realizar uma viagem fantástica. As imagens utilizadas nesta apresentação estão disponíveis aqui.

Começamos e terminamos com distâncias apenas possíveis de serem entendidas através da utilização de potências de base 10. A viagem inicia-se a 10 milhões de anos-luz (1023 m) de distância do nosso planeta e termina a 10−16 m, bem no interior do átomo. A cada transição ficamos 10x mais próximos do final da viagem.

Boa viagem!


12 de março de 2009

Viagem ao interior do corpo humano: cordas vocais


aqui coloquei alguns recursos que podem ser utilizados para o estudo do som. O vídeo das cordas vocais está com problemas a carregar, pelo que aqui está outro tão bom ou melhor.

Durante esta endoscopia trans-nasal é explicada a anatomia da zona e utilizada luz estroboscópica para que seja possível observar a vibração criada pela passagem do ar pelas cordas vocais.



Impressionante, não é?

10 de março de 2009

Ciclo do urânio


Esta infografia contém informação importante para compreender o ciclo do urânio e permite entender o que é o urânio enriquecido que tantas vezes se ouve falar nas notícias. Para entender melhor o que são isótopos e o que significa o urânio-235 ou urânio-238, recomendo a leitura destes posts:
Infografia: Mário Cameira. Fonte

8 de março de 2009

Quiz 06: Conversão de unidades - 02


Exercícios sobre conversão de unidades, potências de base 10, múltiplos e submúltiplos. Para resolver este questionário, a utilização da notação científica e um domínio razoável de operações com potências é essencial. Aconselho a consulta deste artigo.

Para evitar perder pontos sem necessidade, normalmente por incorrecta formatação, repare bem nas instruções de cada pergunta.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.
Bom trabalho!


Quiz 05: Estados físicos, mudanças de estado, pressão e temperatura

Na sequência deste e deste artigos, aqui está um questionário (Quiz) para todos interessados em avaliar os seus conhecimentos.

Temas:
-Estados físicos
-Organização da matéria
-Mudanças de estado e sua relação com a pressão e temperatura

Antes de colocar o nome e iniciar o quiz leia as instruções para evitar perder pontos sem necessidade.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.
Bom trabalho!

7 de março de 2009

Simulador: Estados físicos e as mudanças de estado


Aqui está um applet que permite estudar os estados físicos da matéria e as mudanças de estado. É possível aquecer ou arrefecer uma substância e observar as passagens de sólido para líquido e depois para gás (e vice-versa).

Para níveis mais avançados, é possível modificar a temperatura ou volume do recipiente e analisar, em tempo real, os diagramas de pressão-temperatura. Também é possível relacionar o potencial de interacção com as forças intermoleculares.

A temperatura aparece em kelvin, visto que é a unidade para temperatura no Sistema Internacional de Unidades.
A expressão seguinte é utilizada para converter kelvin (K) em graus Celsius (ºC).

temperatura em °C = temperatura em K - 273,15

Daqui se pode concluir que os -273,15 ºC correspondem a 0 K, ou seja, ao zero absoluto (a temperatura mais baixa possível e que não pode ser atingida por meios naturais ou artificiais). Apesar de não se conseguir atingir o zero absoluto, já foi possível descer até 100 pK (1×10−10 K ou 0,0000000001 K).

Clique na imagem para iniciar a simulação. Caso não tenha JAVA instalado, pode obtê-lo na barra lateral deste blogue.

Brevemente colocarei aqui um quiz sobre este artigo.

5 de março de 2009

Magia ou ciência? Pressão, temperatura e volume de um gás.


Este vídeo mostra de uma forma interessante o que acontece quando um gás é sujeito a temperaturas reduzidas, mantendo a pressão exterior. Neste caso, os balões do filme são mergulhados em azoto líquido (-196 ºC). Pode experimentar no congelador em sua casa (-20 ºC), mas o efeito será bem menos espectacular.



A diminuição da temperatura implica (na verdade, é o mesmo que) a diminuição da energia cinética (movimento e vibração) das moléculas do ar que ficam mais perto umas das outras e passam a ocupar um volume menor. Isto acontece pois os choques contra a parece do balão são menos energéticos, pelo que a pressão no interior diminui, ficando inferior à do ar no exterior do balão. Como há maior pressão no exterior do que no interior, o balão contrai.

Quando a temperatura volta a aumentar, sucede o inverso.

Este filme pode também ser usado no estudo da lei dos gases ideais (PV=nRT).

Notação científica, múltiplos, submúltiplos e seus prefixos e ainda operações com potências


Quem estuda disciplinas científicas (e não só), tem que dominar o conceito de notação científica, de múltiplos, submúltiplos e seus prefixos e ainda as operações com potências.

Aqui ficam alguns recursos que julgo serem úteis.


Fonte desta última imagem.

Para escrever um número utilizando a notação científica, isto é a escrita de um número com o auxílio de potências de base 10, usa-se o seguinte formato: , onde N é um número real entre 1 e 10, e n (o exponente de 10) é um número inteiro.

Alguns exemplos na figura do lado. Encontrados aqui.

Pode encontrar aqui um applet sobre notação científica.

Brevemente colocarei aqui um quiz para que possam treinar.

Quiz 04: Conversão de unidades


Questionário (Quiz) para todos interessados em avaliar se sabem converter unidades. Não pretende ser, de modo algum, exaustivo.

Para evitarem perder pontos sem necessidade, por incorrecta formatação, reparem bem nas instruções de cada pergunta.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.
Bom trabalho!


Quiz 03: Química 9º ano


Questionário (Quiz) para todos interessados em avaliar os seus conhecimentos de Química.

Temas:
-tabela periódica
-iões
-distribuição electrónica
-isótopos
-constituição do átomo

Antes de colocar o nome e iniciar o quiz leia as instruções para evitar perder pontos sem necessidade. Tenho reparado que muitos têm tido respostas erradas por incorrecta formatação da resposta. Note também as instruções de cada pergunta. Evita que tenha que andar a colocar pontos de bónus nos quizes já realizados.

Qualquer dúvida ou falha que detectem, enviem um comentário.
Bom trabalho!

4 de março de 2009

Foi por muito pouco: Asteróide passou de “raspão” à Terra


São notícias como esta que nos fazem lembrar que não vivemos apenas numa cidade e num país, mas também num belíssimo planeta que está em permanente risco.

"Um pequeno asteróide passou ontem de “raspão” à Terra, de acordo com o Minor Planet Center (MPC) da União Internacional da Astonomia. O pequeno objecto passou a apenas 72 mil quilómetros da Terra, que representa um quinto da distância entre a Terra e a Lua (...)
Nos tempos recentes apenas um asteróide de dimensões semelhantes ao 2009 DD45 colidiu com a Terra. Há cem anos, a 30 de Julho de 1908, o Tunguska atingiu a terra na zona da Sibéria libertando força (aqui deveria estar escrito energia) equivalente a 85 bombas como a de Hiroshima e derrubando 80 milhões de árvores." Ler notícia completa aqui

Atenção, a imagem serve apenas para ilustrar e, obviamente, não é real.

Também aqui pode encontrar um artigo interessante sobre o tema e com um pingo de ironia.

A imagem que se segue permite ter uma ideia do que seria uma colisão com um asteróide (o da notícia é bem menor). Colisões destas já ocorreram no passado e têm sido associadas a extinções em massa.


Uma coisa é certa, voltarão a acontecer.

Escola e exclusão social


Cheguei há pouco de uma visita de estudo à Universidade do Algarve. Serviu para que os alunos do 9ºano da minha escola pudessem entrar em contacto com o mundo universitário e vissem que cursos e saídas profissionais estão disponíveis.

Por inúmeras vezes, durante as várias apresentações, foi reforçada a mensagem que frequentemente lhes transmito nas aulas. O estudo e o esforço compensam!

Espero que após a visita mais alguns alunos tenham aberto os olhos e percebido que está na altura de mudarem de rumo.

Ainda na mesma perspectiva, deixo aqui a indicação de um artigo interessante para alunos, mas também encarregados de educação. Leiam igualmente alguns dos comentários.

1 de março de 2009

Acerto de equações químicas online


Este é um excelente recurso para quem está com dificuldades no acerto de equações químicas ou pretende confirmar se o acerto que realizou está correcto. É extremamente simples de utilizar e, pelo que pude verificar, os resultados que apresenta estão correctos.

Apesar de estar em inglês, a linguagem da química é universal e, por certo, não encontrará dificuldades.

Clique na imagem para aceder à página onde está a aplicação. Teste e diga de sua justiça.


Feed Assine o Feed ou receba os artigos por email.

Estão atentos a este blogue....